Versão para celular ou aplicativo: do que sua empresa precisa?

Id5 e o exemplo de design responsivo

O celular ganha cada vez mais importância na vida do brasileiro. Mais barato que o computador, o aparelho se torna um meio facilitado de acesso à internet, aplicativos e outras tantas funções que vão além da realização de chamadas. E como a sua empresa está preparada para lidar com essa realidade? Planejar a construção de um canal otimizado para smartphones é o primeiro passo e o motivo de nossa discussão nesse post.

Uma pesquisa realizada pelo Ibope Media aponta que somos mais de 134 milhões de usuários de celular. 52 milhões de brasileiros, maiores de 10 anos, já acessam a internet por meio de aparelhos móveis. Conectados, conversamos com amigos (76%), lemos e enviamos emails (75%), acessamos as últimas notícias (64%), procuramos novidades do cenário musical (47%) ou assistimos vídeos (44%). Informações preciosas para quem deseja alcançar seu consumidor nas mais diferentes plataformas.

Tudo bem, mas já tenho um site!

Ótimo! Quem já tem um site – mesmo que sem versão mobile – já está consciente da importância de estar na rede mundial de computadores. Mas vale salientar que o acesso via celular possui algumas diferenças que precisam ser atendidas para facilitar a experiência do usuário. A maior diferença está na tela. Para o computador de mesa temos alguns tipos de monitor e de resolução. Já os celulares são vendidos em diversos tamanhos e sistemas operacionais (IOS, Android, Blackberry, Windows Phone etc). Uma variação que exige adaptações.

Múltiplas telas

 

Quando você perde 80% do seu espaço na tela, todo o conteúdo irrelevante ao design de telas grandes não parece mais tão atrativo ou necessário.

 

A afirmação é do site TABLELESS que discute os novos padrões da web. E eles estão certos. Na hora de decidir pela versão para tablets e smartphones é preciso discutir o que há de mais importante no site atual e como adaptar esse conteúdo (fotos, textos, vídeos e links) às múltiplas telas. Velocidade de carregamento, peso das imagens, disposição dos elementos serão alguns dos pontos a definir. Se vale fazer um novo site totalmente adaptável (responsivo, como a gente chama) ou se a versão para celular resolve é uma decisão a ser tomada com a equipe de tecnologia. Juntos, vocês chegarão ao melhor custo-benefício.

OK! Minha empresa precisa de versão mobile ou aplicativo?

A resposta é: depende! Na hora de escolher o que seu fornecedor de tecnologia fará, você precisa conhecer suas necessidades.

id5 e tableless | multiplas telas

O que seu potencial consumidor vai precisar saber ou fazer ao acessar sua plataforma pelo celular?

  1. Acessar as informações principais do site
  2. Usar o GPS, câmera ou receber notificações personalizadas
  3. Acessar dados sigilosos

Se você escolheu a 1ª opção, uma versão mobile ou responsiva parece suficiente. O desenvolvedor irá planejar o novo site, considerando as múltiplas telas. E aí ele pode optar por fazer uma versão para o desktop e outra para aparecer nos demais aparelhos. Ou fazer um orçamento para detalhar cada página, permitindo que os elementos mudem de posição, de acordo com o tamanho da tela. É isso que chamamos de responsivo.

Mas se, além das informações do site, o projeto precisa contar com os recursos dos itens 2 e 3, é o caso de contar com o desenvolvimento de um aplicativo. Exemplos não faltam. Bancos, jogos, aplicativos de mensagens têm seus programinhas hospedados nas Play Store e Apple Store. Para isso, depois de desenvolvidos passam por um processo de validação, feito pela loja, que garante que ele atende a padrões técnicos.

Ficou com alguma dúvida?
Entre em contato conosco para definir a melhor solução para sua empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *